domingo, 16 de março de 2014

Tu és Tulipa, Heliane.

Cláudio Souza Pinto
Tu és tulipa que exala aroma doce e viciante...
Tu és tulipa que enfeita e enfeitiça...
Tu és tulipa que não canta, mas fazes rememorar...
És uma planta para se escutar, para cuidar, para se ouvir...  

Tu és tulipa que sobrevive a ataques da natureza selvagem dos  homens...
Tu és tulipa que se presenteia...
És tulipa que se apresenta...

És tulipa que transborda, que brinda, és vida!
És tulipa que comemora e faz comemorar...
Pétalas que arrancam sorrisos e suspiros...
És mulher, flor rara no meu jardim dos encontros...
Repletos de devaneios no caminhar...

És uma flor que se chama Heliane.


Nenhum comentário:

Postar um comentário